sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

uma outra encruzilhada

todos nós temos lados de dentro e lado de fora. mas não resisto a divulgar, aqui, duas pequenas situações recentes que me parecem simbólicas de algo bem maior que está a acontecer na nossa sociedade sem que, a maior parte de nós, se aperceba ou não tenha sequer coragem de o fazer.

- um grupo editorial com quem trabalhamos e com quem temos vindo a fazer diversos planos de pagamento de dívidas baseadas em cheques pré-datados, por imposição deles, depositou, sem respeitar o acordo, o cheque que estava destinado a entrar no banco só a 31 de Março. curiosamente, dos vários cheques que receberam, só se enganaram naquele que tinha maior valor.

- uma cadeia livreira, de quem ninguém desconfia, retém há perto de dois meses uma devolução que diz ter pronta a entregar, que venceu em junho do ano passado, sendo que, com o argumento de que o valor a pagar pelo apuramento ser muito baixo, se escusa a fazer o pagamento.

num caso e noutro, uma coisa parece saltar à vista: as dificuldades batem à porta de todos, mas nem todos têm a seriedade de os assumir ou de encontrar respostas seguras para os resolver. infelizmente.

Sem comentários:

Enviar um comentário