segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

o autor não abandona

no enterro do Estado Civil, alguns leitores terão-se sentido abandonados pelo autor que, até aqui, todos os dias se preocupava em vir publicar alguma coisa que lhes acalmasse (ou excitasse, perturbasse, ...) o espírito. no entanto, se há coisa que um autor nunca pode fazer é abandonar o leitor. no mínimo, dá-lhe algum tempo para que pense sobre o anda a ler.

Sem comentários:

Enviar um comentário