segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

mais Herberto

Depois de ter sido personagem principal de uma das novelas do mundo editorial no ano de 2008, Herberto Helder volta agora às livrarias com um novo título, Ofício Cantante. Recuperando o título da primeira recolha que foi feita da sua poesia, em 1967, este novo volume vem, mais uma vez, baralhar a fixação dos seus textos. Na nota de imprensa divulgada pela editora, neste volume "para além de alguns poemas inéditos (e outros retrabalhados), incluem-se aqui os poemas do já esgotado A Faca Não Corta o Fogo — Súmula & inédita". Fica assim difícil de compreender, também, na sua bibliografia, quais os volumes originais e os antológicos, visto que ambos, poesia completa ou súmula & inédita, apresentam poemas inéditos e retrabalhados. Relembra-me, enfim, dois famosos versos de Ruy Belo: "Teria este ... se não tivesse outro sentido,/ ser natural de um país subdesenvolvido."

p.s. : o livro será lançado com o p.v.p. de 48 €

Sem comentários:

Enviar um comentário