quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

a entropia europeia


"Entropa" é o título da escultura do artista David Cerny, que simulou um trabalho de 27 artistas europeus sobre os clichés de cada país. Segundo a notícia do Público, o trabalho inclui a figuração de "Portugal coberto de suculentos nacos de carne com a forma das ex-colónias, a Bulgária transformada numa retrete turca, daquelas com um buraco no chão que obrigam a uma incómoda postura de cócoras, a Alemanha reduzida a um emaranhado de auto-estradas a lembrar uma cruz suástica", entre outras polémicas imagens.
O artista reconhece ter enganado a Presidência da União Europeia, que havia contratado uma peça com a participação efectiva de um artista de cada país, mas defende-se considerando que “a hipérbole grotesca e a mistificação fazem parte dos atributos da cultura checa e a criação de falsas identidades representa uma das estratégias da arte contemporânea”. De referir que a falsa artista portuguesa dá pelo nome de Carla de Miranda (no que me parece uma singela homenagem à nossa mais famosa "de Miranda", a Carmen) e que este será o primeiro grande sinal de mudança na nossa habitualmente tristinha União Europeia - nada como o bom humor de leste para dar a volta a isto.

Sem comentários:

Enviar um comentário