terça-feira, 16 de dezembro de 2008

quem é baltasar serapião?


acabo de ler o remorso de baltasar serapião, um livro que me espantou pela força da linguagem que me transportou para o universo medieval da história. os grandes livros são assim, não têm avisos, nem setas, nem explicações, é a própria linguagem, a maneira de desenrolar a narrativa, que nos faz sentir o que é aparentemente ficção bem dentro de nós.
uma dúvida, no entanto, foi crescendo com a experiência de leitura deste livro: quem é baltasar serapião? o rapaz desejoso de ser homem, de construir vida e família, de honrar o seu nome e cumprir o sonho de esposar com a mais bela das raparigas da aldeia ou, por outro lado, o homem desajeitado e brutal que destrói a sua própria felicidade com desconfianças, que só reconhece instabilidade no normal decorrer das coisas, que altera as feições da amada e mata os amigos que lhe garantem a vida? quem é ele, que me leva a simpatizar com ele nos ensejos e a demonizá-lo nas acções?

isto não pode ser uma crítica literária porque as críticas literárias não se relacionam com dúvidas destas. será, muito provavelmente, um questionamento filosófico, um puxamento para a frente de um espelho onde eu talvez tema, alguma vez, vir-me a reconhecer.


Sem comentários:

Enviar um comentário