terça-feira, 18 de novembro de 2008

falar do mesmo (2)

Oh, que arriscada salvação! Oh, que arriscado ofício é o dos príncipes e ministros. Está o príncipe, está o ministro, divertido, sem fazer má obra, sem dizer má palavra, sem ter bom nem mau pensamento; e talvez naquela mesma horta, por culpa de uma omissão, está cometendo maiores danos, maiores estragos, maiores destruições que todos os malfeitores do Mundo em muitos anos. O salteador na charneca com um tiro mata um homem; o príncipe e o ministro, com uma omissão, mata de um golpe uma monarquia. Estes são os escrúpulos de que não se faz nenhum escrúpulo; por isso mesmo são as omissões os mais perigosos de todos os pecados.

Padre António Vieira, Sermão da Primeira Dominga do Advento

Sem comentários:

Enviar um comentário