segunda-feira, 17 de novembro de 2008

ao menos uma vez

Ela nunca me mentiu. Nunca me enganou, nunca omitiu, nunca distorceu, nunca foi dissimulada, nunca inventou, nunca negou, nunca foi falsa ou traiçoeira, nunca fingiu, nunca foi hipócrita nem desleal. É verdade que foi uma das experiências mais violentas que tive até hoje. Mas foi também a experiência mais fantástica que tive até hoje. É uma coisa que acontece uma vez na vida. Estou grato por me ter acontecido ao menos uma vez.

Pedro Mexia, no Estado Civil

1 comentário: