terça-feira, 13 de maio de 2008

esta coisa das revistas

(Rui Estrela e Luís Filipe Cristóvão, numa foto de Ozias Filho)

Editorial da Revista Literária Sítio 4

Porque existem revistas literárias? No mercado dos livros, que é o campo onde a literatura se exerce acessível a todos, cada vez se tem mais dificuldade para encontrar propostas literárias de qualidade – o livro mais vendido, o mais procurado, o mais falado nas páginas dos jornais e nos programas da televisão é de outro domínio, desde a auto-ajuda à leitura de avião (ou de elevador) (ou porque é que será que se insiste em querer utilizar a máquina para voar se em tantas páginas se viaja muito além do infinito?).
Porque existem revistas literárias? Pois as pessoas parecem não ter tempo para mais nada que não seja o acordar cedo, tomar o pequeno-almoço à pressa, sair a correr para apanhar o autocarro, resolver todos o máximo de problemas com três e-mails, acenar de passagem a alguém conhecido do outro lado da rua, cumprir metas e objectivos atrás uns dos outros, sem momento algum na vida para o parar, o respirar fundo, o saborear no papel a leitura de uma escrita experimental que é aquela que sempre encontra lugar nestas revistas.
Porque existem revistas literárias? Porque continuam grupos de pessoas a fazer revistas como a Sulscrito, a Big Ode, a Textos e Pretextos, porque continuamos ansiosos por mergulhar nessas páginas de traços distintos, porque queremos publicar os nossos textos nesses cadernos de papel tão destinados pelos mestres da comunicação ao caixote do lixo da humanidade? Porque continuamos a acreditar, sim, porque esse é o papel do editor de uma revista literária, que podemos, de uma qualquer forma inexplicável, mudar, um pouco que seja, o mundo?
Porque existem revistas literárias? Porque tu chegaste aqui, ao fundo da página, e vais continuar a namorar os textos daqueles que connosco colaboraram para a realização deste número, navegando, fora do mercado, fora do tempo, fora do mundo, neste Sítio.

Luís Filipe Cristóvão


Sem comentários:

Enviar um comentário