quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

Onde se vê que jornalismo e Marketing do Livro estão como estão

Hoje, faz cem anos que nasceu Simone de Beauvoir. Nos nossos dois jornais diários de referência, podemos encontrar artigos sobre o facto. Em ambos os jornais é referido o livro Tête à Tête, de Hazel Rowley, onde é explorada a relação de Beauvoir com Sartre. Ora, o problema, é que em ambos os casos se esquece a referência à edição portuguesa desses livros. No caso do Público, Alexandra Prado Coelho ignora-a e no Diário de Notícias, Ana Marques Gastão faz referência a ela sem anunciar nem título, nem editora.

Por uma questão de justiça, a prática jornalista, sempre que faz referências a livros deveria, julgo eu, fazer referência também à edição e à editora portuguesa da mesma. Neste caso, aqui fica. Sarte e Beauvoir - A História de uma vida, da Editora Caderno, Grupo Leya.

(Gostaria de ter aqui a imagem da capa, mas ela parece não estar disponível em site nenhum, nem de editoras, nem de livrarias...)

2 comentários:

  1. Curioso - é precisamente essa edição, da Caderno, que trago comigo por estes dias. É esse o livro que leio hoje. :)

    ResponderEliminar
  2. tb é um dos que me vem acompanhando por estes dias ;)

    ResponderEliminar