quarta-feira, 19 de setembro de 2007

Nós e os outros

26 a 1, é este o resultado da tentativa de instituição de um dia europeu para a abolição da pena de morte. A Polónia, em época eleitoral, e na tentativa de agradar ao eleitorado católico, coloca no mesmo saco pena de morte, eutanásia e aborto. A proposta da comissão fica sem efeito.

Não me parece que se tenha a União Europeia para estes jogos, embora reconheça que eles são recorrentes. Não me parece que as regras devessem ser as da unanimidade, pois os braços no ar também já foram colocados de lado. Não me parece, finalmente, que o povo católico, em tempo eleitoral ou fora dele, tome como atestado da sua própria inteligência, uma saca de pena de morte, eutanásia e aborto.

Temo bem que esta classe política não sirva mesmo para nada. Tal como temo que a forma como são comunicadas decisões e resultados, à escala global, se torne apenas numa fórmula muito simples de lançar a confusão à volta de uma fogueira que vai ser esquecida nas primeiras páginas, mas que resistirá em lume brando dentro das nossas consciências. Como a História nunca acaba, já podemos prever as consequências.

1 comentário:

  1. Nós por cá como aparentemente e sublinho, resolvemos a questão,nem aparecemos aqui a dizer nada. Pobre do umbiguito!

    ResponderEliminar