quinta-feira, 5 de julho de 2007

Parece inacreditável...

Cada vez mais, os poetas “antenados”, os contistas de segunda mão, parecem necessitar das credenciais do mercado livreiro-editorial. Seus interesses coincidem com suas crenças. E todos se acomodam bem às regras de eficiência e competência exigidas por esse sistema literário, representação especular, embora com suas singularidades, das imposturas e imposições sócio-econômicas abrigadas sob o arco ideológico do livre mercado. Parece inacreditável, mas a literatura participa do conjunto das manifestações artísticas, sim. E isso causa um sério embaraço à maioria das grandes editoras. A literatura degenera quando dá as costas ao seu impulso de arte.

Ronald Augusto, em entrevista a Marcelo Ariel, no blogue TeatroFantasma (sublinhado meu). Confira a entrevista completa aqui.

Sem comentários:

Enviar um comentário