segunda-feira, 21 de maio de 2007

certos livros acertam-nos como pedras grandes no peito - esse lugar onde se mistura o coração, a emoção e o ponto de equilíbrio que nos vai tentando manter de pé. certos livros acordam-nos durante a noite, fazem-nos ter pesadelos e ficar de olhos abertos no escuro depois de os termos fechado. certos livros são como bombas-relógio, que vão fazendo tic-tac durante dias e dias e acabam por nos explodir nas mãos, na última frase. acabei de passar por um livro assim (um livro destes não se lê, passa-se por ele) e ainda não sei quando vou recuperar.

1 comentário: