terça-feira, 3 de outubro de 2006

três

acordar pode ser: três da manhã e uma chuva intensa a cair lá fora, a tua fotografia na mesa da sala, os pés descalços a ficar frios - alguns cigarros mal apagados no cinzeiro, garrafas de cerveja vazias, a televisão ligada numa língua que tu não percebes - ter jeito para tudo, tudo, menos para ser feliz assim.

acordar pode ser: oito e meia, antena um no despertador, o corpo durido de uns tombos no campo de futebol entre amigos - a camisa ideal por passar a ferro na cadeira da cozinha, o pequeno-almoço habitual em falta porque te esqueceste das compras - ter jeito para tudo, tudo, menos para acordar sozinho assim.

acordar por ser: o dia inteiro a rebolar contigo entre lençóis e só o erik satie por companhia de cada vez que alguém se atreve a sair debaixo dos cobertores - os nossos corpos muito muito juntos num abraço que se estende pela pele num uníssono gemido de prazer - ter jeito para tudo, tudo, inclusivé para estar contigo feliz, assim.

1 comentário:

  1. ter jeito para escrever tudo tudo assim. gostei muito da nova foto.

    ResponderEliminar