sexta-feira, 14 de julho de 2006

não escrever

será da fruta ou dos teus lábios, mas este calor inteiro, crescido como pessoas a andar na rua muito engravatadas.

será do teu olhar nas fotografias, uma sensação de caminhar com alguém ao lado, suar.

será do olá pesado que me dás esta manhã, uma maneira de dizer que sofres.

será do calor ou da ansiedade, do calor ou da ansiedade, do calor ou da ansiedade.

Sem comentários:

Enviar um comentário