terça-feira, 30 de maio de 2006

fotografias - 3

tinha os dedos longos, afiados, as unhas recortadas no formato exacto do botão da máquina fotográfica. seguia à beira do mar, com os pés descalços, deixando-os marcados pela areia. a praia era comprida, inalcançável o seu fim, pelo menos à vista desarmada. ela continuava o seu caminho espreitando pelo zoom da lente.

tinha os cabelos salgados pelo vento e pelas ondas que, em certos lugares da praia, subiam fortes pelas suas pernas, apagando, em parte, os seus passos. o que se via agora era como se ela tivesse capacidade de voar, uma cadência de passos e depois o vazio da areia molhada, logo de seguido de outros passos. tinha os cabelos soltos, muito longos. dir-se-ia asas.

tinha uma camisa branca caída sobre a cintura, e nada mais. as suas pernas desenhavam-se entre a luz forte do sol e o imenso azul do mar sem fim. tudo combinava com aqueles dedos longos, afiados, de unhas recortadas no formato exacto do botão da máquina fotográfica. ela continuava o seu caminho, de camisa muito solta ao vento, procurando o fim da praia pelo zoom da lente. do alto da arriba, eu segui-a, da mesma forma.

Sem comentários:

Enviar um comentário