domingo, 23 de abril de 2006

[]

não basta o sono -
tem que doer doer doer. dizer as coisas que estou sempre a repetir. ir ir. pessoas feias como nós por todo o lado e eu aqui - não basta o sono, não não, não basta a mão que me arranca pedaços de mim - tem que doer, doer, doer.

não. não basta - sem pausas, por favor, sem pausas.
tem que ser forte, tem que ser grande, tem que ser capaz, tem que ser, sobretudo, incapaz de múltiplas maneiras. pam pam pam. doer, doer, doer. a mão e as pessoas - sempre igual igual - repetir- ir.

não. e eu disse não páras nunca, não páras nunca.
não - sim - não - sim - tem. tem! porque me disseste outra vez, sempre aqui, sempre aqui, e eu - sim! - sim, não basta o sono, tem que doer, doer, partir, doer, manipular, doer, arrancar, doer. pedaços pedaços pedaços de mim - fora fora - não pára nunca. não.

não.

Sem comentários:

Enviar um comentário