terça-feira, 14 de fevereiro de 2006

u verd ro p i

ali em baixo um carro, a luz alaranjada, noite, ali em baixo, junto ao passeio, um carro, um carro - manual de instruções- existe uma pequena alavanca debaixo do volante onde, puxando, se pode fazer levantar o capô do carro e olhar o motor- luz alaranjada, junto ao passeio, um saco de plástico com óleo lá dentro, abrir meticulosamente as tampas certas, verter o óleo, luz alaranjada, o carrao em baixo, ali ali em baixo, o motor agora vai funcionar bem, aceitar viagens por auto-estradas e outros caminhos, a cabeça a pensar

um verdadeiro pai
a cabeça a pensar porque já no dia antes, ali em cima, dentro do carro mas, ali em cima, luzes brancas, uma frase sem palavras porque só dentro da cabeça, agora há quem goste de mim, sem palavra nenhuma - uma estranha ideia mas mesmo assim pensar que se não há escrita não há palavra, palavra nenhuma- só dentro da cabeça, agora há quem goste de mim e depois, pai pai pai
um verdadeiro pai
porque são as coisas que os pais fazem, os pais fazem, os pais fazem, porque os pais não têm sempre seis anos e não estão sempre a rir, impotentes, a rir, impotentes, a rir, impotentes, apesar de que te possa parecer que eu estou a fazer mal a alguém, não, não não, porque perante tudo o mesmo riso, o mesmo riso impotente, e mapas que vão crescendo dentro da minha cabeça até não se chegar a nada - mesmo nada - até não se chegar a nada porque o que acontece só dentro da cabeça não está realmente a acontecer - dizia a minha avó - isso foi coisa que pensaste - dizia a minha avó - isso foi coisa que sonhaste,
um verdadeiro pai
não é bem coisa assim, inexistente, pode-se olhar e ele está lá, pois é, está lá, onde antes havia um lugar vazio, um riso, um riso impotente, agora está lá, ali em baixo, o carro, luzes alaranjadas, um saco com óleo dentro, o motor, o motor agora a funcionar tão bem, lá em baixo, lá em cima, lá em baixo, lá em cima, a cabeça a cabeça cabeça, o que só acontece dentro da cabeça e depois que se sente por fora também, um verdadeiro pai, um verdadeiro pai, um verdadeiro pai.

1 comentário: